sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Literatura e Futebol

Vocês sabiam que o escritor Aníbal Machado foi jogador de futebol e marcou o primeiro gol da história de um importante clube brasileiro?
Tudo começou no distante ano de 1908, mais precisamente no dia 25 de março, quando um grupo de 22 garotos de 13 e 14 anos mataram aula e se reuniram no coreto do Parque Municipal de Belo Horizonte para criarem um time de futebol. Nascia assim o Atlhetico Mineiro Football Club.
Quase um ano depois, esses meninos foram jogar sua primeira partida. Era contra o Sport Club Football, o time mais tradicional da capital mineira na época.
Pingo, como era chamado Aníbal, era um menino franzino, mas bom de bola e marcou o primeiro gol da história do Atlético, naquela vitória de 3 a 0. O Sport pediu revanche e perdeu de 2 a 0. No terceiro jogo deu 4 a 0 pro Galo.
Depois disso, o Sport deixou de existir e muitos de seus torcedores e jogadores se tornaram atleticanos.
Depois de ter jogado pelo Galo e ter dado tantas alegrias a torcida atleticana, Aníbal, deu aulas de História Mundial, foi crítico de artes no Diário de Minas, promotor público e professor de Literatura, além de escritor modernista.
É, mas acho que ele foi mais feliz usando o Manto Sagrado...

Saudações Atleticanas!

Lucas C. Silva

5 comentários:

- Lemon; disse...

Não sou atleticano,
nem fã de futebol.
entããão...
nada de espirituoso para dizer.
Mesmo assim achei seu blog legal ;D

Dona Moça disse...

Voltando pra agradecer os comentários..
E encontro o que?
Um blog de um atleticano!!!

Dá-lhe Galooo!

Nós somos, do Clube Atlético Mineiro..
GALO FORTE E VINGADOR!

Sou atleticana tb!rs


=)

César Fernández disse...

cara, não curto futebol, mas é sempre bom saber essas curiosidades! :D

muito legal ^^

Luís Felipe disse...

o futebol antigo sim é uma caixinha de surpresas.. hehehe.. mas que coisa doida né?! inimaginavel até!!!

qto ao aquário de Santos... de repente volte no Direto ao Ponto. Dica anotada.

abraço

Idelber disse...

É realmente incrível essa história do autor d' "A Morte da Porta-Estandarte ser o artilheiro responsável pelo primeiro gol do Galo. Pouca gente conhece essa anedota. Aproveito para deixar um link de um texto meu sobre a massa. Saudações alvi-negras.