quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Saudade de um time que não vi jogar

Esse campeonato brasileiro de 2007 é um dos piores que eu já vi. Só perde praquela palhacada que foi o de 2005. Vendo esses times fracos e esses jogadores mercenários jogando, não consigo deixar de pensar no futebol dos anos 80. Principalmente na seleção do Galo daquela época. E, apesar de não ter visto eles jogando, confesso que sinto muita saudade daquele time...
Nos anos 80, o Galo não tinha um time, tinha uma seleção. Com Reinaldo, Éder Aleixo, Nelinho, João Leite, Toninho Cerezo e tantos outros, só os juizes eram capazes de nos parar (né, senhor José Rouberto Wright?). Naquela época, os jogadores jogavam com amor à camisa, não amor ao dinheiro. Pergunte a João Leite, Éder ou Reinaldo qual é o time do coração deles. Com certeza responderão "Galo, é claro!"
São são iguais a uns Ronis da vida por aí que, enquanto jogavam no Galo, diziam "Posso receber os maiores salários do mundo, mas nada se compara a jogar pelo Atlético." e depois vão para o Cruzeiro, marcam gol contra o Galo e ainda comemoram... Claro, isso acontece com vários jogadores de vários clubes, mas como sou atleticano, vou falar do que eu sei.
Naquela época, os bons jogadores ficavam no Brasil, defendiam suas cores até o fim de suas carreiras. Hoje em dia, o cara começa a se destacar aí vem os times europeus querendo comprar eles... Enquanto o futebol europeu está lá, indo muito bem, obrigado, o brasileiro está assim, os times classificados para a Libertadores brigando para não caírem pra segundona...
Imagina um Atlético dos anos 80, ou até um Flamengo mesmo (Claro, sempre jogaram com 12 em campo - 1 goleiro, 4 zagueiros, 4 meias, 2 atacantes e 1 juiz. Dizem que o maior ídolo do Flamengo na época foi um tal de José Rouberto Wright...) jogando hoje em dia. Até o fim do campeonato, Reinaldo, Éder, Zico e outros estariam jogando na Europa.
Dizem que sou saudosista, sou museu, que gosta de ficar lembrando do passado e essas coisas. Com certeza! Gosto de futebol arte, jogado com raça e amor à camisa. Sinto muitas saudades de uma época que infelizmente não pude acompanhar...

Lucas C. Silva

13 comentários:

Luidi disse...

Amor à camiseta em falta é uma grande verdade. pensando (rapidamente) aqui, só lembrei de um jogador que está fazendo sua carreira e demosntrando essa paixão pelo clube, atualmente: Rogério Ceni. O melhor goleiro e um dos melhores jogadores do Brasil e que faz sua trajetória toda - acho que encerra a carreira - no São Paulo. Atualmente, no meu colorado (sim estou aqui sofrendo e ouvindo Inter 0 x 0 Sport, aos 30 do segundo tempo), o único que demosntra amor mesmo é Fernandão. Veio da Europa acreditando num projeto a longo prazo, ganhando menos que lá. Chegopu com um time fraco em formação e ganhou quase tudo o que podia no Inter. Por isso é ídolo, mesmo com algumas atuações fracas. É o cara no Inter.

Infelizmente o dinheiro é quem comanda o futebol atual... mas pensando bem... acho q se eu fosse um desses craques, sabendo que minha vida profissional duraria uns 20 anos de minha vida no máximno... também iria pra onde me pagassem mais!

Abraço!

Thata disse...

Eu não entendo muita coisa de futebol, só sei que tem que fazer gol, e sei algumas das regras (muito poucas, na verdade).
Mas eu concordo com o que você disse. Quando eu era pequena eu lembro de assistir e me divertir com o futebol. Hoje em dia, com todos os jogadores querendo ir trabalhar no exterior, o futebol brasileiro ta fraco.
Fazer o que. =/



Bejoo.

Solitário disse...

Pensar nessa maquina do galo nos anos 80 e ver essa tragedia de time jogando esse ano faz qualquer um sentir saudades...

Johnny M. disse...

Pois é, eu concordo contigo. Esse campeonato brasileiro foi um dos piores tecnicamente que já vi.

Guerras Secretas disse...

Olha, não sou fã de futebol. Mas não precisar ser pra ver que hoje em dia está uma palhaçada mesmo, os caras jogam pra quem pagar mais. Times pequenos (como o meu Santo André) acabam sem condições de jogar na divisão principal, pelo simples motivo de que, se um jogador se destaca, ele logo acaba num São Paulo, Palmeiras ou Santos da vida por aí, e o timinho de onde o cara saiu que se foda, eles querem saber é da grana mesmo, triste...

higor disse...

valeu a parte historica.

young vapire luke lestat news disse...

Os jogadores e empresario todos virarm mercenários e futibol arte, vc só encontra vendo os garotos não proficionais.....


[]s L.Sakssida

Fênix Dualista disse...

ja fui mais ligada em futebol...rs
vim agradecer sua visita ao meu blog, obrigada pelo elogio à minha poesia, volte sempre!

bjo

Gabriel Leite disse...

Você não sabe como foi difícil ler este post até o fim. Hahahahahahaha
Abraços

Elton disse...

tb ñ sou muito fã.de futebola...mas legal o blog!

Juliana Farias disse...

ahhh cara... é aquilo, né?

Tudo antigamente era melhor do qeu é hoje... futebol, banco, universidades, leite...

Enfim... Viva o Capitalismo selvagem, o futebol milionário e o leite com chumbinho!

Cris Penha disse...

Lucas, futebol com essa paixão toda só o de tempos atrás mesmo.

Qto ao Galo, nosso querido Galo, ainda sonho em vê-lo brilhando como antigamente. Galo é paixão sem explicação!!!

Abraços

Maurício Manfio disse...

bom esse time do galo
mas só chamo meu inter campeão mundial q acaba com ele
uhasuhashuasuahsuhas
cpz
parabéns pelo blog