domingo, 27 de abril de 2008

De BH a Diamantina

no episódio anterior...
Parte 2 - Informações erradas


"Quer ir naquele paredão das pinturas rupestres que o guia nos falou?"
"Ah, Edu, tá chovendo. Esses lugares são legais de ir quando tá fazendo sol. Vamos outro dia."
"Tá legal... Mas e nossa viagem, quer continuar, ou quer ir embora? A gente ainda tá perto de BH."
"Uai, você que sabe. Quem tá dirigindo é você." disse Mariana, que queria continuar a viagem.
"Ah, pra mim chuva não tem problema não. Vamos continuar então."
Eles voltaram para a estrada pensando nas pinturas rupestres que deixaram de visitar. A região de Lagoa Santa está repleta dessas pinturas e de outros vestígios humanos pré-históricos, fazendo dela um dos principais sítios arqueológicos do país.
Quilômetros após Lagoa Santa, o sol voltara a brilhar, os obrigando a abrir as janelas do carro, que estava abafado. A Serra do Cipó estava cada vez mais próxima.
"É... aquela chuvinha só foi pra atrapalhar. São Pedro definitivamente não gosta de mim." brincou Eduardo.
"Brinca com isso não, amor!" disse Mariana arrancando risadas do noivo.
Sorrindo, a moça beijou Eduardo e ligou o rádio. Tentou procurar alguma estação, mas nenhuma pegava direito ali.
"Bota no CD, gata." disse Eduardo para a noiva que começou a cantar, com sua voz doce, junto de Victor e Léo.
"Ah, Mari, tô me lembrando aqui de um cânion muito bonito que tem pertinho de onde a gente vai passar. Eu tava pensando..."
"Vamos lá, se é bonito mesmo, deve valer a pena." disse Mariana antes do noivo a convidar.
"É, só tem um probleminha... não sei como chegar lá." Mariana olhou séria para Eduardo, que completou: "Mas eu pergunto, fica tranqüila!"
Naquela hora, o casal passou por uma placa que dizia "Venha visitar a Cachoeira Grande. A 2 km da MG 010, no próximo desvio." Em baixo do aviso, a foto de uma cachoeira muito larga e bela. Eduardo e Mariana não disseram nada, apenas trocaram um olhar e viraram na estradinha de terra, logo após a ponte sobre o rio Cipó.
Minutos depois estavam estacionando o carro, vestindo roupa de banho e caminhando para a beira de um belo rio. A cachoeira tinha 10 metros de altura por 60 de largura e, apesar de não estar tão cheia quanto na foto, ainda era muito bonita.
"Vamos entrar?" perguntou Eduardo.
"Uai, vamos!" disse Mariana correndo na direção da água.
No momento em que o casal pisou no rio, voltaram para a terra. A água estava extremamente gelada. Rindo, sentaram na beira d'água e ficaram admirando a beleza do local. Depois de trocar uns beijos e tirar umas fotos, voltaram para o carro e seguiram a viagem. Eduardo parou numa lanchonete na beira da estrada onde comprou salgadinhos, refrigerante e água e perguntou como chegavam ao Cânion Travessão. O funcionário da lanchonete respondeu enquanto limpava uns copos.
"Olha, segue aqui nessa estrada uns 16 ou 17 quilômetros. Aí você vai ver uma entrada pra... esquerda. Vira nela e segue direto."
Eduardo agradeceu e junto da noiva entrou no carro. Assim que entraram na estrada, o dono do bar chegou no balcão, virou-se para o funcionário e perguntou:
"Eles querem ir na Serra Morena?"
"Não, Cânion Travessão..." respondeu o funcionário.
"Você mandou eles pro lugar errado! Pro Cânion eles têm que virar pra direita!"
A pick up já estava no pé da serra, no lugar onde a estrada passava a ser de terra. A vista era incrível. Na frente, um paredão de centenas de metros de altura que cortava o estado. Atrás, o mar de montanhas mineiras, misturado com algumas casinhas e rios. O casal parou no mirante, no meio da subida da serra, e tirou lindas fotos.
"É, amor, um dia eu ainda compro uma casa na serra pra gente ter essa vista." disse Eduardo.
Eles entraram no carro e seguiram a estradinha estreita que ziguezagueava a serra. Chegaram no topo, onde andaram mais uns 10 quilômetros. Eduardo ia virando num desvio à direita, quando Mariana disse:
"Amor, não é aqui não! A gente tem que pegar um desvio à esquerda."
"Nó! É mesmo! Quase que a gente entra no caminho errado." disse Eduardo saindo da estrada certa. "É naquele que a gente tem que virar."
Eduardo e Mariana seguiram pela estradinha de terra e depois de meia hora de lindas serras e cachoeiras, não viram nenhum sinal do cânion, ou do rio Cipó. Eduardo se virou para a noiva e disse:
"Mari, acho que estamos perdidos..."

Continua...

Lucas C. Silva

Fotos reais dos lugares descritos no texto

*Fotos de Nicholas Moura, Leandro Durães

9 comentários:

Euzer Lopes disse...

Rapaz, que cachoeira é aquela? E que vista, meu Deus!
Estou apaixonado (por esta viagem)!

danisiinha disse...

oii...
visitando por aqui..
tem post novo lá no meu..vai lá..

www.daniilopes.blogspot.com

Debora Ferreira disse...

ah nãao... contiinua, contiinuaa !
kkkk

to loouca pra estrelaar no filme ! ahshsaoihsaiohsahsaoi
perdidoss... (:
coitadiinhos !

Marcos Costa Melo disse...

Lucas, o que houve hoje no Mineirão?!?!

A torcida do Flamengo se arrepia de medo só de pensar em Geninho treinando o time.

abs

SãoPauliNa-RP disse...

Olá bom dia
tudo bem com vc gato??

To passando por aki pra fortalecer
a amizade ehhehe..

Beijos

:D

Wander Veroni disse...

Oi, Lucas!

Viajar por Minas Gerais é um presente par quem gosta de ver belas paisagens. Mas como bom mineiro, temos q ficar atentos com as sugestões de caminhos qdo pedimos informações para não ficarmos perdidos...heheh...

Li as duas partes, kra!

E entendo perfeitamente a sua revolta com as pessoas q não comentam ou q escrevem qq coisa!

O 5 x 0 de ontem foi triste...tb sou atleticano e não engoli...hehehe... :(

Abraço e boa semana!

=]

Wander Veroni disse...

Olá, Lucas!

Vamos conversar por e-mail: wander.veroni@gmail.com

Sou jornalista free lancer e trabalho numa agência de comunicação. Já trabalhei em redação de TV e assessoria de imprensa.

Legal seu sonho de ser jornalista! No q precisar, fique à vontade!

Abraço,

=]

Beline disse...

Tive que ler a parte I pra dar uma adiantada, quando sai o rpóximo?

abraços

Petter disse...

Vou ler sua série logo mais, estou sem tempo agora!
Mais prometo que leio sim!
Né? Se bem que eu não torcia pra Mcphee não
Mais cara ela é MUUITO gata e canta MUITO né ?
Arrebenta mesmo!