terça-feira, 20 de maio de 2008

Não é a toa que nasce tão pouca gente na Europa

É, gente, me lembro daquela aula de geografia na sétima série em que o professor dizia que a população européia estava cada vez crescendo menos. Segundo ele, isso acontecia porque as pessoas trabalhavam mais e tinham menos tempo para cuidar da gurizada. Um ledo engano, segundo uma pesquisa publicada na última segunda feira.
Segundo pesquisadores, 60% dos europeus preferem assistir futebol a fazer sexo com suas namoradas/esposas/amantes ou seja lá com quem for. Na Suécia a coisa é mais feia pro lado das mulheres. 95% dos suecos não trocam uma partida de futebol por uma relação sexual (e eu que achava que no frio seria melhor, afinal esquentaria um pouco as coisas). Já entre os espanhóis, 72% dos caras também preferem o futebol.
63% dos europeus disseram planejar seus programas de fim de semana (incluindo aqueles com a parceira) de acordo com o calendário esportivo e 40% preferem namorar meninas que torçam pelo mesmo time (poxa, nunca experimentei o beijo das atleticanas. Se tiver alguma atleticana - de preferência solteira - por aí...). A preferencia é tanta por torcedores do mesmo time, que 88% já abraçou ou beijou um torcedor desconhecido no momento do gol. (Eca!)
Agora, no quesito lágrimas, os portugueses encabeçam o ranking entre os europeus. 80% admitem chorar nas vitórias e derrotas do time, enquanto em todo o velho mundo, 66% dos homens o fazem. 95% dos europeus berram e 40% repetem rituais antes das partidas.
Agora tá explicado por que nasce tão pouca gente na Europa...

Leitoras, estou solteiro e apesar de ser atleticano fanático, estou sempre disponível, menos aos domingos de fevereiro a abril, entre as 16:00 e 18:00. Não ligo pra Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Sulamericana ou Libertadores, mas Campeonato Mineiro é Campeonato Mineiro!

Saudações Atleticanas!!!
Lucas C. Silva

9 comentários:

Marcos Costa Melo disse...

Por isso dizem que o São Paulo é um time de torcida com pefil europeu.

abs

danisiinha disse...

ainda bem que estou aqui né?
rsrsrs
ve se pode ?


www.daniilopes.blogspot.com

Debora Ferreira disse...

Completando o comentário do marcos aí em cima, por isso dizem que o sao paulo e o cruzeiro tem perfis europeus ! HAHAHHA
aa... na min ha casa vai ser o contrario, se meu marido nao gostar de futebol!
ashoisahasohsaiohsaoi

Petter disse...

Como assim, Maisa mutante?
Ela é a melhor coisa da tv brasileira, pelo menos eu acho.
''Opa, estou bebada''

AUHUHAUHAUHAHUAUHAHU

Cara, ela é sensacional

Euzer Lopes disse...

Bem, diante do que escreveu, podemos dizer que se uma mulher aparecer com uma criança, nascida entre novembro e janeiro, e dizer que foi concebida num belo fim de tarde de domingo, está aí o relato de que o filho pode ser de qualquer um, menos seu.
Detalhe: eu não vi os 5x0 que o Palmeiras enfiou na coitada da Ponte Preta (não foi crime ecológico, foi coisa de ecossistema: o porco acabou com a macaca). Estava curtindo a tarde de domingo.

Lucas Conrado disse...

Ô gente, é óbvio que eu tbm não vou trocar uma tarde com minha namorada por 22 caras correndo atrás de uma bola!

Lomyne disse...

A verdade é que precisa levar em consideração que europeus não são muito afeitos a banho e imagino eu que não devam ser muito bons de cama (pois para perfeição é preciso prática), isso sim explica.

gerson sicca disse...

Lucas, pode ter outra interpretação. De repente só tem mulher feia nesses países. E dependendo do naipe da moça disponível o cidadão prefere assistir a um joguinho de futebol. O que tu escolherias: a Preta Gil ou uma partida do galo no mineirão?
Abraço

*¨*Ellaehcarioca*¨* disse...

Essas estatísticas...A coisa tá bem mal por lá.Concordo com o que li ali em cima.Nem de banho esse pessoal gosta...Realmente nada deve ser muito agradável,melhor um futebolzinho mesmo!
Abçs:)