terça-feira, 10 de junho de 2008

As Aventuras de um mineiro em Minas

Parte 3 - Jonas encontrou sua Letícia?

Fala povo, tudo beleza? Estou escrevendo agora de Juatuba, na Grande BH (a uns 40 km da capital). Estou passando uns dias aqui na casa da minha madrinha, então contrariando o que eu tinha dito, não é nessa semana que volto ao Rio.
Na última postagem, eu tava na véspera de um fim de semana. Como tinha a Divinaexpô (o maior rodeio de Minas) e eu não tinha grana, saí domingo a noite em Cajuru mesmo e a cidade estava morta. Durante a semana foi a mesma rotina: acordava, ia pra casa da minha tia, descia pra minha vó pra almoçar e voltava lá pra cima. Dava umas voltinhas com a Nandinha e tentava ajudar meu primo a terminar o dever de casa. Mas era foda (foi mal ae Debby), pra resolver umas continhas de matemática, o guri ficava umas 5 horas...
Domingo, enquanto vinha pra Juatuba e no rádio do carro tocava "I still haven't found what I'm looking for" ("Eu ainda não achei o que estou procurando" praqueles que mataram as aulas de inglês) do U2. Comentei que aquela era a minha música. Afinal, faz uns 5 anos que não achava o que eu procurava. Mal sabia que seria minha música por pouco tempo. Chegando em Juatuba, minha tia estava indo pra igreja. Fui com ela e ao chegar lá... bem, havia acabado de encontrar o que eu estava procurando.
Sabe, há 3 detalhes numa guria que me apaixonam. Se for mineira, tiver cachinhos e ser ou fazer algo que não revelo nem com tortura, já me apaixono logo de cara. Claro que nada me impede de me apaixonar por uma garota de cabelos lisos e não-mineira, mas gente, mineirinhas de cachinhos são... são... ah, dá nem pra explicar! Mas voltando a história, até domingo, nunca tinha visto alguém que tivesse esses 3 detalhes. E ela tinha.
Sei é que não dava pra prestar atenção no que o pastor dizia (é modo de dizer, ele contou a história de Isaias, que ao encontrar Deus, um anjo lhe colocou uma brasa na boca pra purificá-lo ). Fechava os olhos nas orações e tentava manter a mente vazia (nunca consegui fazer isso, e olha que tento desde meus tempos de aluno da Escola Adventista há uns 9 anos), mas ela não saía da minha cabeça...
É, gente, acho que Jonas encontrou sua Letícia.
Pois é, dizem que é na igreja que encontramos o que tanto procuramos. Tô começando a acreditar nisso.
Agora a tarde é capaz de eu ir lá na casa dela e assim que eu tiver novidades (sobre ela ou não), coloco aqui.
Saudações Atleticanas!!!
Lucas C. Silva

3 comentários:

Debora Ferreira disse...

'foi mal debby' HAHA :)' RELAAX ! nao tem como eu te deixar um puxao de orelha pqe vce taag FAR FAR AWAAAY... hehehhe
eu sou mineira de cachinhos ! haoihsohasoihas mas o (L) jah tem dono :p
e vce vaai me contar essa terceira coisa sim, viiu !

se diverte aiii (:

Ângela Lucia disse...

OH MENINIUUUUUUU, TÁ BOM EU TORÇO MUITO PRO JONAS ENCONTRAR A LETÍCIA DELE, MAS NÃO ESQUEÇA EU TÔ AKI MORRENDO DE SAUDADES DE VC, E VC NÃO VEM EMBORA.... VEM LOGO!!!!!!!
OH JURO PRA VC QUE NÃO É CIÚMES DE MÃE NÃO, É SAUDADES MESMO TÁ... BJIM E APROVEITA MESMO ESSES DIAS EM JUATUBA. MAS CARAMBA VEM PRA CASA....HEHEHHEHEEHHE

Wander Veroni disse...

É assim q as coisas acontecem...hehehehehe


Abcs,

=]
___________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com