sábado, 20 de setembro de 2008

Camila

Sexta feira - 12 de setembro de 2008
Ele chega na universidade e encontra tudo na mesma. Nem parece ter faltado a semana inteira.
Os mesmos alunos desenham no quadro, os mesmos alunos conversam sentados na mesa do professor. Ele se senta na cadeira de sempre e abre seu caderno como costuma fazer.
- Sumiu, hein?
- É... surgiram algumas coisas aí e não deu pra eu aparecer esses dias. Depois me empresta as matérias?
- Claro!
Nessa hora ela chega na sala e, meio surpresa, vê que ele está de volta, com um sorriso no rosto.
Os olhares de ambos se encontram. Ela desvia o olhar. Ele, educado como sempre, diz:
- Oi, como é que cê tá?
- Estou bem. E você?
- Nunca estive melhor. - ele responde com sinceridade.
Em silêncio, ela se senta em seu lugar e, imaginando se ele estaria falando a verdade, não diz mais nada até uma amiga chegar.
Então mais alguém entra na sala. Camila pára e olha para ele, sentado no lugar que ela ocupou nos outros dias da semana. Ao perceber a garota parada na porta, ele pergunta:
- Quer se sentar aqui, Camila?
- Não. Aqui tá legal. - diz a garota se sentando ao lado do colega. - Por que você sumiu?
- Ah, eu andei meio doente. Peguei uma gripe do meu irmão e fiquei de cama esses dias.
- Mas você tá melhor?
- Como eu acabei de dizer pra ela, - diz ele olhando pra trás - nunca estive melhor!
- Que bom! - disse Camila com um sorriso, iniciando uma duradoura conversa.
No meio da aula de filosofia, o professor diz que terá um trabalho em grupo de 5 pessoas.
Ela espera que ele a chame para fazer um grupo. Mas Camila se vira para ele e diz:
- Você já tem grupo?
- Não.
- Vamos fazer esse juntos?
- Ah, vamos sim! - disse ele sorrindo.

Quarta feira - 17 de setembro de 2008
Ela observa ele e Camila conversando num corredor da universidade. Eles estão muito juntos. Mas, por que será que ela se importa tanto com como eles estejam? Ele só não é mais um amigo? Camila está muito próxima dele. Ele é muito otário, fica ali, caindo no joguinho sujo de Camila. Olha o jeito que ela brinca com seus cachinhos. Está claro que ela tá jogando charme pra ele e ele está engolindo a isca!
Ela espera Camila se distanciar e vai falar com ele.
- A Camila é legal, né?
- É sim. A gente tá se dando muito bem!
- Eu vi... Vamos no cinema amanhã a noite?
- Poxa, eu adoraria ir, mas não posso.
- Vai sair?
- Não. Vou ler uns textos da Marta...
- E sexta?
- Marquei de sair com a Camila. Nem vai dar...
- Tá legal. - diz ela desapontada.

Quinta feira - 18 de setembro de 2008
Ela chega cedo à universidade e encontra Camila sozinha dentro da sala. É a chance que esperava para poder conversar com a garota.
- É, Camila, vi que você arrumou um grande amigo aqui na facul!
- Pois é... Ele é um cara tão legal!
- O que é que tá rolando entre vocês?
- Só amizade.
- Sério mesmo?
- Sério mesmo. Por que?
- Por nada!
- Ah, pensei que você começou a se preocupar com ele de repente.
- Como assim?
- Ele me contou o que aconteceu entre vocês dois. Me disse o que você fez com ele.
- Não sei do que você tá falando...
Nessa hora, ele entra na sala e as encontra, uma de frente para a outra.
- Ah, oi... - diz ele sem graça, sentindo a tensão no ar.
- Vem, vamos dar uma volta. - diz Camila pegando sua mão.
Ela os vê saindo da sala e se senta numa cadeira. Sozinha, em silêncio, arrepende-se do que disse na semana anterior e percebe que não o vê do mesmo jeito. Ela não o quer mais apenas como um amigo. Quer estar no lugar de Camila, conversando com ele, andando pelos corredores da ECO com ele. Mas percebe que é tarde demais para tentar se aproximar dele.

Lucas C. Silva

4 comentários:

Petter disse...

Cara essa série nova da ABC ainda é um mistério pra muita gente inclusive pra mim, eu nao faço idéia do quê foi que eles viram depois dos tais minutos, mais deve ter sido algo realmente forte!

Quanto á House, passa na Record ás Quartas depois de Idolos e as quintas no Universal Channel, sempre ás 23hs

Abraços!

Fabio Bustamante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabio Bustamante disse...

gosto de ler os textos do seu blog por serem bem humorados, críticos algumas vezes, e sempre com uma "particularidade". Achei bem legal e curiosa a postagem "O Cartão Postal"...estive vendo as postagens que eu ainda não vi, e posso dizer: você é um exemplo de bom torcedor, que nunca abandona o time, seja qual for a situação! Abraço!

www.futebolediscussoes.blogspot.com

Euzer Lopes disse...

Malditos ditados:

"A fila anda"
"Não deu assistência, abriu concorrência"
"Ex bom é ex morto"
"Não valorizou, outro levou"
"A vida é feita de escolhas, e a cada escolha implica uma renúncia"

E por aí vai - cada um prum lado