sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

O último texto

Sinto sua falta, sabia?
Tentei te esquecer, juro, mas não consegui.
Por vezes me enganei, dizendo que não me importava mais com você,
Quando no fundo eu sabia que realmente me importava.
Sinto falta da nossa amizade, das nossas conversas, das nossas risadas.
Sabia que ainda não encontrei mais ninguém com quem eu possa conversar sobre os astecas?
E mesmo que eu encontrasse, não seria tão legal.
Moça, ninguém mais me fez sentir tão bem quanto você fez.
Ninguém mais me elogiou como você.
Ninguém me fez ansiar tanto pelo dia seguinte, nem me preocupar tanto quando não aparecia.
Ninguém para eu dedicar meus desenhos.
Queria voltar no tempo, pra antes de eu dizer o que eu sentia.
Acho que foi isso que atrapalhou tudo.
Se não foi, por que você mudou tanto?
Aliás, não quero saber por que você mudou,
Só quero você de volta,
Ou te esquecer completamente...
Espero poder te ver um dia
E dizer essa frase que está presa na minha garganta.
Te amo

Um grande beijo de alguém que pedalaria 1500 km só pra te ver feliz, que nunca faria nada pra te ver sofrer e que se importa com você de verdade.

Ah, to deixando esse vídeo aqui pra você. Não é Bee Gees, que você tanto gosta, mas a música é deles.
Espero que goste.


A música abaixo diz exatamente o que sinto:

Skank - Tanto (I want you)

Coveiros gemem tristes ais
E realejos ancestrais juram que
eu não devia mais querer você.
Os sinos e os clarins rachados
Zombando tão desafinados
Querem, eu sei, mas é pecado
Eu te perder

Tanto, é tanto
Se ao menos você soubesse
Te quero tanto.

Políticos embriagados
Dançando em guetos arruinados
E os profetas desacordados
A te ouvir
Eu sei que eles vem tomar
Meu drinque em meu copo a trincar
E me pedir pra te deixar partir.

Tanto, é tanto
Se ao menos você soubesse
Te quero tanto.

Todos meus pais querem me dar
Amor que a tempos não está lá
E suas filhas vão me deixar
Por isso não me preocupar.
Eu voltei pra minha sina
Contei pra uma menina
Meu medo só termina estando ali
Ela é suave assim
Sabe quase tudo de mim
Sabe onde eu queria estar enfim

Tanto, é tanto
Se ao menos você soubesse
Te quero tanto.

Mas seu dândi vai de paletó chinês
Falou comigo mais de uma vez
Não, eu sei, não fui muito cortês
Com ele, não
Isso porque ele mentiu,
Porque te ganhou e partiu
Porque o tempo consentiu
Ou senão, por que?

Tanto, é tanto
Se ao menos você soubesse
Te quero tanto.

Lucas C. Silva

11 comentários:

Antonio † disse...

pâtz. fui eu quem escreveu?
tirando a parte dos astecas, me identifiquei totalmente...
sobre o vídeo.. odeio os players do youtube... uiahduad

mas enfim, tirando a parte dos astecas...
O.o me lembrou pelo menos 3 pessoas
flo

\o

THIAGO PAULO disse...

muito legal seu blog...
a respeito do post, epero que a pessoa veja!!

abraço.

Otávio B. disse...

Cara, mto bom texto... Tem vezes que a saudade fala sempre mais alto do que a própria razão, e por mais que tentemos dizer que não queremos mais, nunca dá certo e sempre caímos no mesmo erro[ou acerto].

Espero que ela veja, do fundo de minha alma.

Abraços!

http://espadadotemplario.blogspot.com/

Patricia disse...

Que lindo! =D
ce que escreveu?
caray, qm será essa musa inspiradora?

haha

adorei

beijão.

Jéssica Torres disse...

Ah Lucas, pensei que você tinha superado ela, ou que pelo menos tivesse esquecido um pouco mais! Mas estou vendo que não!
Fico triste de saber que você tem sentimentos tão belos por alguém e esse alguém não sabe nem mesmo reconhecer a beleza desses sentimentos!
=/
mas vai dar tudo certo! sei que vai, porque você merece!

MaxReinert disse...

Eita....
é fogo essa sensação!
Eu que o diga!

Espero que tenha um final feliz!!!

Malu disse...

Nossa, que romântico...
Quem te inspirou assim?
Parabéns pelo belo texto.

Solitário disse...

Cara, sei bem como é esse sentimento, e sei também como é a tristeza de carregar no coração alguém que não podemos ter....
Coincidentemente escrevi algo parecido... dá uma passada lá no blog.

Solitário disse...

Cara, sei bem como é esse sentimento, e sei também como é a tristeza de carregar no coração alguém que não podemos ter....
Coincidentemente escrevi algo parecido... dá uma passada lá no blog.

Marco Antonio disse...

Ah...

sei como vc se sente cara...
boa sorte com os assuntos do coração.

Alle Nascimento disse...

cara esse texto é um espelho para eu! (rs)
falar o que sentia na época, eu não tive coragem, mesmo pq tbm não deu tempo, ela se foi tçao rápido de ''mim'', mas todas as sensações e preocupações, quando não a via, não nos falavamos, tudo tão igual ao seu texto! Conversas, risadas..
Rapaz, nunca li um texto que fosse tão real, há algo que ja senti/passei/vivi!


abçs
ALLE