sábado, 8 de março de 2008

Duas pérolas musicais

Tem músicas que a gente canta e nem para pra pensar na mensagem delas, ou quando pensamos pensar (?), acabamos vendo que interpretamos errado. Quer um exemplo?

Desenho de Deus - Armandinho.
"Quando Deus te desenhou, ele tava namorando. Quando Deus te desenhou, ele tava namorando."
Nessa música que fez muito sucesso há algum tempo, todos imaginavam que Armandinho tava falando que uma mulher era muito bonita... Mas não! Na verdade, ele acabou dizendo que a mulher era muito feia! Graças às malucas meninas do meu antigo colégio não sou um especialista em namoro, mas de desenho eu entendo. E, se você quer fazer um desenho bonito, você deve estar completamente concentrado na tarefa. Acho difícil fazer um desenho bonito enquanto está namorando, ainda mais numa praia, não é mesmo?

Mais legal que essas mensagens invertidas, são as coisas óbvias de algumas músicas. Veja essa:

Imortal - Sandy e Júnior
"O que é imortal não morre num final"
Nesse crime contra a música Immortality do Bee Gees com a Celine Dion, Sandy e Júnior acabaram gravando a frase mais óbvia e estranha da história da música. É OBVIO que o que é imortal não morre no final! Falta de rima é osso! É impressionante como gastaram uma faixa de um CD pra cantar uma coisa dessas!
O pior é que cantamos essas coisas sem perceber a "mensagem subliminar" que elas contêm.

Sei que tem muito mais, só que quando eu faço uma lista, alguns cornos, digo leitores desocupados acabam não lendo tudo mesmo e fazendo comentários sem noção. Aí chegam outros leitores desocupados e comentam comentários... Além disso, só me lembrei dessas músicas. Se tiver mais, me avisem.

Ah, e pras blogueiras e não blogueiras, FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER.
Como postaram aqui no meu blog há um tempo:
"Mulheres... são responsáveis por metade de nossas tristezas e pela maioria das nossas alegrias."

Saudações Atleticanas!

Lucas C. Silva

10 comentários:

Fernanda Miranda disse...

Oi, Lucas...na verdade, tem muita "shit" no mercado da música...mas como diz o ditado "quem canta seus males espanta", então usemos estas porcarias pra cantar embaixo do chuveiro mesmo pq já fica do lado do vaso sanitário...hehehehe
Forcei, né?
Abraços.
Fernanda Miranda (do COTIDIANO ATIVO).

Gu! disse...

kkkkkkkkkkkkkk...adorei as definições e realmente a de sandy e junior foi a pior, parabéns pelo blog.

Marco Antonio disse...

Cara... realmente Imortal é pior que Desenho de Deus... eu morri de rir com a sua explicação do Armandinho, mas dizer que 'imortal não morre no final' é sacanagem já!

Calango Net News disse...

A explicação para a música do tal "músico" Armandinho é, sinceramente, uma ótima definição. Apesar de não gostar do estilo, da letra, e da melodia, até hoje nunca havia parado para fazer uma análise dessas.

Já da Sandy e Júnior é triste. Esses músicos dizem que ficam horas pensando, retratando sobre a letra da música, mas nunca compõe nada próprio. Preferem traduzir composições de terceiros. E o resultado é nada agradável.

Hoje existe sim é falta de criatividade, coisa que não é mais valorizada, e sim apenas o lucro. Oh Indústria Cultural.

Abraço!

http://calangonetnews.blogspot.com/

Bruna Battirola disse...

kkkkkkkkkkkkk

A gnt nunca pensa nessas coisas...



http://felizanovelho.blogspot.com

Nanda Kiedis Declama disse...

Nossa eu não gosto de nenhuma das 2músicas. Eu nunca tinha parado para pensar, acho mensagens subliminar muito interessante.

Bjs

Solitário disse...

Essa "imortal" realmente é de uma estupidez absurda, mas quanto a música do Armandinho tenho que discordar. Sempre nos ensinaram que Deus é onipotente, então ele podia muito bem desenhar e namorar fazendo as duas coisas com bons resultados... Mas eu entendi o que vc quis dizer, só quis atentar pra esse detalhe.

Euzer Lopes disse...

Sobre a música do Armandinho, não tenho muito a dizer, mas a versão da música da Sandy...
Isso foi de doer!
Jesus amado!
Espero que os cantores tenham tido o discernimento de deixar claro que eles são apenas os cantores.

Maria disse...

Uma música que está tocando bastante e que tem uma letra ridícula é aquela "Coisas que eu sei". Fora isso, tem várias da Ivete, tipo "minha pequena Eva, o nosso amor na última astronave..."

Jan Träumer disse...

Mensagem nas músicas daquela duplinha, nenhuma mesmo né!