quinta-feira, 13 de março de 2008

Pecados, será que foram criações humanas?

Acho religião um assunto sensível para se tocar. Afinal, poucas coisas mexem tanto com as pessoas quanto sua fé. Eu, particularmente, acredito em Deus, mas não acredito nas igrejas e essa falta de fé nas instituições se acentuou nessa semana, depois que vi a seguinte notícia:
Vaticano divulga lista de novos pecados capitais
Pra quem não viu (e tá com preguiça de ler o link), aqui estão os novos pecados capitais:

1. Fazer modificação genética
2. Poluir o meio ambiente
3. Causar injustiça social
4. Causar pobreza
5. Tornar-se extremamente rico
6. Usar drogas

O que me chamou a atenção nessa lista e que me fez pensar em todos os outros pecados é que a Igreja Católica, no Vaticano, que os criou, não Deus. Pessoas comuns, como eu e você se reuniram e escreveram essas novas regras de comportamento para nos levar ao Céu. Então quem me garante que não foram homens que criaram os antigos sete pecados capitais e todos os outros?
Não tiro a razão da Igreja ao querer uma vida mais digna para todos, tem até algumas dessas regras que gostei, como não usar drogas, poluir o ambiente e causar pobreza. Acho que isso já deveria ser seguido pelas pessoas desde antes de se tornar pecado capital. Mas um dos novos pecados me chamou mais a atenção e até me fez lembrar de uma frase de Jesus: "É mais fácil um camelo passar por um buraco de agulha que um rico entrar no Céu." A partir de agora, os ricos não vão mais para o Céu. Então quer dizer que se eu me tornar rico honestamente (o que está cada vez mais difícil no mundo capitalista de hoje em dia), sempre fazer o bem e ajudar as pessoas não vou para o Céu? Mesmo que eu for uma boa pessoa, o peso da minha conta bancária me impedirá de alcançar a salvação?
Esse pecado particularmente me fez lembrar da Igreja da Idade Média, que pregava que os pobres eram pobres por vontade de Deus e que eles tinham que se contentar com a vida sofrida que tinham. Então quer dizer que o Papa Bento XVI não é rico? Porque se for, não vai pro Céu, afinal ser rico é pecado hoje em dia. E, mesmo sendo Papa, acho que ele também está sujeito ao tribunal divino que segue regras criadas pelo homem...
Sei que isso parece blasfêmia, mas não é. Estou apenas analisando a questão do ponto de vista de alguém que acredita em Deus, mas não acredita nas Igrejas. Só quero mostrar como não faz sentido acreditarmos que seremos julgados por Deus, se as regras são criadas pelo ser humano, a criatura mais falha já criada, seja por Deus, pela Mãe Natureza ou pelo acaso da Evolução.

E para terminar, já que estou falando de religião, fico imaginando que de qualquer jeito estamos todos condenados ao inferno. Afinal, ao seguirmos uma religião, acabamos discumprindo regras de outras o que automaticamente nos impede de ir ao Céu. Isso acontece dentro do Cristianismo mesmo. Enquanto os protestantes condenam a adoração a santos, os católicos pregam sua adoração. Se eu não adorar santos, não vou para o Céu, segundo os Católicos. Se eu adorar, também não vou, segundo os protestantes. Se eu adorar a Deus, não serei salvo, segundo outras religiões. E se eu adorar a outro deus, não serei salvo segundo o Cristianismo. De qualquer jeito estou condenado! E você, leitor, também está. É por isso que não sigo religião nenhuma. Prefiro fazer as coisas que acho certas sem prejudicar a vida alheia e, acima de tudo respeitando as opiniões e crenças das pessoas. Acho que esse é o verdadeiro caminho para a salvação.

12 comentários:

Johnny M. disse...

Mais que os pecados, Deus foi uma criação dos homens.

Zúnica disse...

Olá!

Algumas observações sobre o teu blog:

1 - Design:
O visual do blog é leve, o que é bom! No entanto, achei qeu fica um pouco sem personalidade, falta uma identidade visual. Além disso, é difícil separar as colunas laterais da coluna principal de texto, por causa da ausência de divisão e sa mesma fonte tipográfica e cores.

Os selos (blogueiros que sabem postar, blog hackeado, etc) não necessitam de um título acima deles todos. Confunde, como se fosse uma seção para cada selo, e deixa o visual um pouco poluído.

2- Conteúdo:

Li seus textos até a Charad Visual. Gostei bastante deles, de modo geral.
- O post sobre os jornalistas fictícios é muito bom!
- O conto "A menina dos cabelos pretos" é também excelente! Aborda de maneira agradável uma situação cotidiana, cria a tensão da expectativa sem dramatizar, e tem um ótimo desfecho. Muito verossímil, sem perder o lirismo.
- O post "Duas pérolas musicais" ficou um pouco fraco. Comentários opnitivos são interessantes, mas esse deu expectativa de ser uma abordagem da realidade da música, não prendeu a atenção nem surpreendeu muito.
- O conto "Pão Frito e Filme" também está excelente. Mostra uma inocência de paixão juvenil (quase infantil). Só não gostei do final, achei um tanto quanto clichê. mas isso não estraga o conto.
- Com relação ao post "Pecados que foram criações humanas", achei que a opinião não ficou bem fundamentada. Se você vai emitir um parecer pessoal, não precisa ficar pedindo inúmeras desculpas pelo que você pensa, pois é o qeu VOCÊ pensa, oras! Acho que teve conteúdo, mas ficou um pouquinho prolixo, e isso pode afastar alguns leitores mais dinâmicos.

No geral, seu texto é bastante bom. Você tem um vocabulário extenso, e redige muito bem. Só falta um pouquinho mais de segurança sobre o que diz.

Ah, e o Ornitorrinco é ótimo!

Continue assim, com periodicidade constante e boa diversidade de assunto!

Dá uma passadinha no www.prozaczone.blogspot.com

Abraços!

Ana disse...

O modo com que disse que ao seguirmos uma religi�o estamos ao mesmo tempo descumprindo regras das outras, � verdade! Pensando por esse lado, realmente estariamos todos com passagem garanatida oa inferno. (Se � que ele existe).
Eu n�o sigo religi�o alguma, e acho trash aquelas que proibem as mulheres de se depilar, ou de ver Tv, essas coisas s�o de arrepiar.
Ai vejo o tal "dono" da igreja universal construindo uma casinha de 6 milh�es de reais. � uma vergonha! Mas existem pessoas que se alimentam da palavra que ele serve l� dentro do "templo", e se isso as conforta, pra mim t� manero tamb�m! E se ir a igreja e adorar santos, imagens e ficar sujeito a broncas no altar, ou ser constrangido por uma "cestinha" que passa entre os fieis para a contruibui�o, ou at� mesmo o tal "dizimo". Se � assim que eles vivem bem, porque n�o ?
Acho que o meu direito termina onde come�a o teu, ent�o � de direito que cada um escolha a religi�o que te apetece.
Bom blog, um beijo de carinho.
Cuide-se!

blog disse...

Prefiro crer em Deus - e somente.
Não sei exatamente por quê, nem como, nem onde acredito, mas creio.

A questão se resume à luta pelo poder. Simples. Calvinistas, luteranos, católicos e outros disputam hegemonias religiosas porque elas são, acima de tudo, hegemonias políticas.

Optei, há muito, por isolar-me da religião, mas não da fé. De vez em quando vou à missa (católica), mas prefiro saber que os preceitos cristãos (lealdade, honestidade, bondade, etc.) são praticados por mim.

Brilhante a sua postagem, camarada.

SouMusic disse...

Realmente religião é assunto delicado mas...

Lucas, não sei qual a sua mas se ñ tiver preconceitos procura no livro: Evangelho Segundo o Espiritismo que vai encontrar uma resposta, ou pelo menos uma abordagem, sobre a questão da riqueza.

Vlw!!!

Debora Ferreira disse...

é... o nosso Glorioso precisa de um empurraozinho ! ehehehe

quanto ao seu texto, eu sou crente, e frequento a igreja, sou evangélica. Mas ainda assim discordo de algumas coisas da minah igreja e sigo mesmo o que está na Bíblia, e não o que simples mortais - cmo o Papa- mandam.

Everaldo Ygor disse...

Olá...
Criar pecados por decreto, enriquecer foi justamente o que o Vaticano fez...
Acredito em Deus sim, mas nessa instituição que está ai não...
O vaticano está totalmente miope diante do século XXI e dos que passaram também.
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/

Euzer Lopes disse...

Tornar-se extremamente rico...
Se eu ganhar uma mega-sena de R$ 50 milhões, eu tenho de fazer o que?
Doar? Pra quem? Pra igreja?
Vai nessa!
Sou pecador então!
E muito feliz

lenekuhnen disse...

Realmente Lucas, fé é uma coisa muito complicada e sensível, visto que as pessoas melindram de mais tal assunto. Sim na Idade Média, a Igreja também era sustentada pelos pobres através da cobrança de indulgências, o que gerou questionamentos parecidos com os teus “Como Deus pode limitar a entrada ao céu, seja por dinheiro ou por pecado”, e em conseqüência a reforma da mesma (reforma e não transformação). A Igreja foi e ainda é uma das instituições mais ricas do mundo, além de ser alienante. Se produzir a pobreza é pecado, então o sistema esta condenado e o mundo salvo, visto que os outros pecados são resultados da produção de riquezas (problemas no meio ambiente, uso de drogas, injustiça social, pobreza etc).
Para mim não passa de uma SANTA hipocrisia desta instituição arcaica para atrair mais fiéis e continuar a proliferar e justificar a miséria mundial.
Beijos Grandes e continue a nos lançar questionamentos.
Obs. O meu Deus, ou melhor, os meus deuses dançam pela chuva, pelo sol e produzem grandes tempestades...

Marlene

gerson sicca disse...

Lucas, pode publicar o post sim. Ficarei muito feliz.Depois venho pra ler o teu post.
Grande abraço

Flavitcho disse...

Um texto que nos faz refletir bastante.
Religião é um tema extremamente delicado.
Gostei.
Parabéns.

~Karen Carutaa' - disse...

Bom , tbm acho que religião é um assunto extremamente delicado...

Desconcordo de vc quando diz que "alguns" do pecados capitais estão certos ! Todos estão!
Tornar-se extremamente rico é uma questão de valor sabe?
Rico pra que? Por puro prazer e exibimento?
Temos apenas que ter boas condições;
Ser extermamente rico jaa esta dizendo: "Extremamente" , entende?
É o exagero de dinheiro q pode ser até jogado fora.
Precisamos apenas ter condicões para ter um bom meio de transporte , alimentação , meios de saúde ,para doações à quem precisa e ainda vale para beleza, mas aquela beleza leve.Não genética.

É só ler a bíblia e entender melhor cada significado.

Foram homens , eu sei. Que criaram os pecados , mas é alguém com conhecimentos que Deus passa a ele. E que quem acredita em Deus deveria saber, em vez de postar coisas que afastam outros "crentes"(que acreditam em Deus) e deixa-los ainda mais confusos ! Pense nisso; Eu sou católica e sei. Eu não adoro imagens mas freqüento a missa e tô terminando a Crisma. Tô te falando é muito bom servir a Deus não importa de que maneira ou da sua maneira ; Porque vc não começa a ir a missa? é um conselho de amiga pra vc! Vai mudar a tua vida!
:*
Vc sabe q salvação existe, alguém extremamente rico não vai pensar assim e vai acabar do outro lado;
E essa sua postagem ta ajudando muito pro mal.
Continue postando coisas sobre Deus e religiões. Faça assuntos diferentes q façam conferências em todos!
Bjx ¬¬♥
~Karen Carutaa'- ;}