quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Sugestão do Meus Pensamentos

Wall-E (Wall-E - EUA - 2008)

Por anos, assistindo a Star Wars, me perguntei se algum dia o cinema veria algum robô tão simpático quanto o R2D2. Em 2008, a Disney e a Pixar apresentaram ao mundo o maior concorrente direto de R2 ao cargo de Mr. simpatia cibernética, Wall-E.

No filme, que está saindo em DVD agora em dezembro, o planeta Terra está desabitado. A humanidade sujou o mundo de tal forma que teve que fugir em espaçonaves, deixando para trás um planeta estéril e uma legião de robôs para limpá-lo.
700 anos após os humanos terem ido embora, o único robô sobrevivente é o Wall-E. O problema é que, como não tem com quem interagir, além de uma barata de estimação, ele acabou sofre uma imensa solidão. As coisas mudam quando um foguete chega do espaço com uma robozinha.

Os críticos elegeram Wall-E como o melhor filme do ano e ele já é um grande favorito a receber pelo menos um Oscar. E com razão. Há muito tempo não se via uma produção tão bem feita, com uma história tão cativante e um personagem tão simpático. Não sei vocês, mas para mim ele é a cara do ET, do Spielberg.

O detalhe que achei mais interessante no filme é o modo que as pessoas do futuro são mostradas. Exatamente do jeito que sempre imaginei. Em um mundo cada vez mais automático, onde dependemos cada vez mais das máquinas, é muito provável que sigamos os passos dos habitantes da Axioma, a "Arca de Noé" onde a população mundial se refugiou.

Wall-E, é uma mistura de ficção científica com filme de amor, temperado com uma animação de primeira qualidade. Algumas cenas são tão reais que parece que não foram feitas por computação gráfica (reparem na torradeira de onde Wall-E tira uma fita, logo no comecinho do filme). Pra quem procura um belo filme, Wall-E é um prato cheio.

Ah, e antes que eu me esqueça, qualquer semelhança entre a fala de Wall-E e R2D2 não é mera coincidência. Ambas as falas foram criadas por Ben Burtt, que também criou todos os sons de Star Wars.

Aqui vai o trailer em português de Wall-E


Ah é, hoje o Indy deve chegar! Esse vai ser o nome do meu dashchund!

Lucas C. Silva

9 comentários:

Rosangela A. Santos disse...

Eu assisti um pedaço desse fime junto com o meu sobrinho, pra ser sincera não gosto de jornalda nas estrelas e seus derivados .. mas esse filme realmente é de encarta .. alem de passar um msg do que pode ser o nosso futuro, em varias situações, como os humanos tão obesos, por ter a tecnologia a sua favor não fazem nada que não seja com a ajuda de um computador, que não consegue andar sem ajuda de um .. putz não sei como chamar aquilo .. kkkkkkkkk

Vc sabe do estou falando né?? kkkkkkkkkkk

Abç.

*
http://www.analucianicolau.adv.br

Gabriel disse...

Esse filme é muito bom...
È demais...Tocante, engraçado, divertido, emocionante...
Wall•E é meu novo amigo imaginário (mentira)...xD
Mas eu queria ele de presente, real, do jeito que é...
E a EVA intão...A relação dos dois é muito bonita...Merecem um prêmio como melhor casal do ano...
Pelo menos como animação, esta foi a melhor do ano...

Abraços...
(www.seriescom.wordpress.com)

Thiago_ajairon disse...

Eu ainda não assisti ao filme, mas pretendo. Muitos me falaram que é bom, mas espero so filmes sairemda boca do povo pra poder vê-lo sem tantas expectativas.

Mas como me falam tanto, acho que a espera não vai ser grande. Gosto de filmes que nos fazem pensar e nada como uma animação pra atingir um grande numero de pessoas. Acho que essa é a idéia do filme, fazer a galera refletir, então que seja.

Grande abraço!
Membro 148 na área!




http://ajairon.blogspot.com/

Blog PFA disse...

Primeiro, obrigado pela visita no meu blog.

Já vi esse filme, realmente Wall•E é mt simpático! Mas, pra mim, o R2D2 é imbatível.

Abração

Lucas Conrado disse...

R2-D2 ainda é o maior robô da história do cinema!
Mas o Wall-E está logo atrás!

MissCrazyLove disse...

viixi
naum sou chegada a robôs e star wars...
rsrsrs
mas adooro tecnologia =P

Gabriel Guimarães disse...

Um dos melhores filmes de computação gráfica que eu já vi. Um dos raros e maravilhosos filmes que te faz refletir sobre o mundo em que você vive e na sua função nele. As frases 'subliminarmente' ecológicas do capitão da Axion ainda permanecem ressoando nos meus ouvidos, e só enfatiza ainda mais a importância desse filme. Os artistas da Pixar foram além do esperado pelo público e criou uma obra de arte, de fato. De muitas maneiras vendo esse filme, pude chegar a uma conclusão: Apesar de Wall-e ser 'apenas' um robô, ele é em muitos momentos, mais humano que muitos de nós.
Essa história ultrapassa as barreiras ecológicas, científicas e românticas, para atingir um parâmetro dificilmente atingido, o parâmetro dos mais puros sentimentos humanos. Esse filme foi com certeza, um dos melhores do ano numa categoria geral e o melhor, no teor animação.
Parece que o homem de lata enfim achou o coração que tanto procurou, e tudo que teve que fazer foi sair da estrada de tijolos amarelos e ir para além da fronteira final quebrada pela BnL.

(quadrinhospraquemgosta.blogspot.com)

Marcos Costa Melo disse...

Lucas, na verdade assisti pela primeira vez esse ano apenas O Reino da Caveira de Cristal, que está em negrito, o resto da série já vi quando criança, acho que mais de dez vezes cada um...hehe...

E o Wall-E pretendo assistir o mais rápido possível, são tantos os elogios a esse filme que estou até com medo de me decepcionar.

abs

Gláucio disse...

Eu vi este filme no cinema rsrs
Achei muito bom tanto o roteiro quanto a qualidade da animação.

O filme trás uma visão nova de como a humanidade poderá se tonar.

Ah...

Eu ja gostei mais do Simple Plan, mas ainda acredito no trabalho deles, a parte que você falou sobre a "jaula do zoo" foi bastante engraçado. Mesmo com este aperto todo para comprar o ingresso, vai valer a pena afinal Simple Plan é muito bom.

Sucesso com seu blog.