domingo, 11 de janeiro de 2009

Músicas com nomes de mulheres

Você, leitora do Meus Pensamentos, tem o nome de uma música? Aliás, existe alguma música com seu nome?
Sabe, quando penso em músicas com nomes de mulher, sempre me vem à cabeça o comentário que uma moça, chamada Fernanda, deixou aqui: "Você já reparou uma coisa? Não existe nenhuma música para esse nome (Fernanda)... Tem Carolina, Daniele, Janaina... mas não tem Fernanda!"
E não é que é verdade?
Eu já disse que sou fã desse nome e que minha filha vai chamar Fernanda. Talvez seja até por isso que essa questão ficou na minha cabeça. Mas essa postagem não é sobre Fernanda, já escrevi um texto sobre esse nome. A questão aqui é músicas com nomes de mulheres.
A primeira pergunta que vem à cabeça de quem ouve uma música assim é "pra quem será que ele escreveu isso?". Sabe, eu acho que muitas vezes, o autor não escreveu pra ninguém em especial. Só escreveu e pronto. Aí ele chega na TV e diz que não vai dizer pra quem escreveu a música, deixando o telespectador com a pulga atrás da orelha.
Outras tantas vezes, o cara pode até ter escrito pra alguém, mas bate o pé até a morte dizendo que não foi pra ninguém. Tá certo, dá pra entender um cara desses, ainda mais lendo outros blogs. São tantos casos de caras apaixonados que querem declarar seu amor pra alguém e, sem poder fazer isso abertamente, acabam escrevendo textos pras amadas, não é mesmo?
Seja como for, a gente sempre se lembra de alguém quando ouve a música com seu nome. Sempre tem uma Carolina, uma Jacqueline, uma Carla, Daniela, Natasha ou Anna Júlia que virá a cabeça ao ouvirmos essas músicas. Não tem jeito. As vezes você pode até não gostar da pessoa ou da música, mas sempre vai associar isso a alguém.
Complicado mesmo é o caso do cara que acaba se apaixonando por alguém com um desses nomes. Toca a música no rádio, ele pensa nela, seus amigos pensam que ele tá ouvindo a música pensando nela, ela pensa que ele tá ouvindo a música por causa dela, o que não acontece sempre. Tá, muitas vezes o cara tá ouvindo sim por causa dela, do mesmo jeito que ele pode ter deixado o rádio ligado e tocou uma dessas músicas.
Seja como for, sinto falta de uma música chamada Fernanda...

Estou escrevendo esse texto porque quero escapar um pouco de crise econômica, guerra na Palestina, Barack Obama e, principalmente, porque estou enlouquecendo com a música Carolina, do Seu Jorge na cabeça, há 48 horas... E eu detesto essa música!

Lucas C. Silva

13 comentários:

Tyler Durden disse...

Se vc quiser uma boa música com nome de mulher ouça Layla, do Eric Clapton. Sensacional.

Por acaso, esse é o nome de uma ex minha.

Karol disse...

kkk...conseguiu mesmo escapar...fiquei lembrando das músicas...tudo de bom..abraço

Bia Mól disse...

é, você fugiu bastante do padrão dos textos político-econômicos de agora...e fez um post bem interessante. =]
eu sempre procurei música com o meu nome...mas nunca..nunca achei...ainda mais porque o meu 'Bia' é de 'Bianca', não 'Beatriz', que é mais comum....
um dia, quem sabe...vai que eu caso com um músico! músico mesmo..não um Mc Créu da vida..auhaeueu
beijos

Marcos Costa Melo disse...

Meu amigo, seus problemas acabaram, procure no São Google que você achará música com nome de "Fernanda", com direito a clipe e tudo.

abs

Marcos Costa Melo disse...

Lucas, a ONU criou o Estado de Israel após uma grande pressão internacional, que contou com a participação decisiva do Brasil, capitaneada pelos Estados Unidos e a Inglaterra, já que aquela região era antes um protetorado dos ingleses. E havia o componente emocional da II Guerra Mundial, as justificativas religiosas, etc.

A decisão pelo tamanho que caberia a cada lado foi na base da força política mesmo. A Liga Árabe não aceitou e, em seguida, atacou Israel. Após um início desfavorável, Israel não apenas derrotou seus inimigos, como deu início à expansão de seu território, que chegou ao ápice em 1967, com a Guerra dos Seis Dias. Nesse processo todo, Israel saiu dos cerca de 55% para 75% do território.

Estimam-se que mais de 600 mil palestinos tiveram que deixar suas terras e muitos hoje ainda vivem em campos de refugiados em outros países árabes.

abs

César Fernández disse...

pior quando também tem uma bebida com o mesmo nome.

Natasha é uma música que mexe comigo, uma menina que mexeu com o meu coração e uma bebida para afogar as mágoas.

Debora Ferreira disse...

eu odeio letra de musica com nome de mulher... acho uma bobagem !

p.s.: ressentida pqe nao existe nenhuma musica chamada Débora !

mas existe feita pra mim... nao com meu nome, mas que me descreva !

Nαndα ツ disse...

Oiiii, olha li o seu post e vi que uma Fernanda disse que não existe música com esse nome. Bom, meu nome é Fernanda e já encontrei música com esse nome, tem uma que acho linda, mas o nome é Nanda, do Circuito Tribal...

http://www.youtube.com/watch?v=IeDnVxqefDg

E tem outra, que é da Banda Semáforo e essa chama-se Fernanda...

http://www.youtube.com/watch?v=f0pm2BJygRs&feature=related

Bom, é isso, até mais, bjinho!!!

kitsimba disse...

só conheço "Fernando" dos ABBA

Feernanda Soares disse...

então, post um pouco velho, mas td bem ..
me chamo Fernanda, e até hoje não ouvi uma música com o meu nome ..
acho chato =/
qual o preconceito hein ? =/

bj :**

Pacitti disse...

desafio vcs a encontrarem uma musica com o nome Laís.. tbm não existe..

fernanda disse...

te uma musica linda no yuo tube : fernanda - banda semaforo.
ve la.
bjuu

Brendinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.